BLOG

MONTSEGURO

Acompanhe os melhores conteúdos sobre planos de saúde e qualidade de vida.

Quais são os sintomas da dengue e como tratar?

Você conhece os sintomas da dengue?

A dengue é uma doença viral transmitida principalmente pela picada do mosquito Aedes aegypti. 

Essa enfermidade pode se manifestar de forma leve, moderada ou grave, e é crucial conhecer os sintomas para um diagnóstico precoce e tratamento adequado. 

Neste artigo, vamos abordar de maneira acessível os sinais mais comuns da dengue e como lidar com essa condição.

O que é a dengue?

A dengue é uma doença infecciosa causada pelo vírus da dengue, que é transmitido principalmente pela picada do mosquito Aedes aegypti. 

Este mosquito é conhecido por ser um vetor de várias doenças, incluindo a dengue, a febre chikungunya, a zika e a febre amarela.

Existem quatro tipos diferentes de vírus da dengue (DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4), e a infecção por um tipo confere imunidade permanente apenas contra esse tipo específico. 

No entanto, a infecção por um tipo diferente após a recuperação inicial pode aumentar o risco de complicações mais graves, como a dengue hemorrágica.

Os tipos de dengue

Ao contrário de algumas doenças em que a infecção confere imunidade permanente, na dengue, não é bem assim. 

Quando uma pessoa é infectada por um sorotipo específico, ela desenvolve imunidade duradoura apenas contra esse sorotipo, mas não contra os outros. 

Conheça os variantes do vírus:

  • DEN-1: este é o primeiro dos sorotipos da dengue. Quando uma pessoa é infectada pelo DEN-1, ela desenvolve imunidade contra esse sorotipo específico.
  • DEN-2: o segundo sorotipo, DEN-2, é outra variante do vírus que pode causar a dengue. Uma vez infectado por este sorotipo, você fica imune ao DEN-2, mas não aos outros.
  • DEN-3: o terceiro sorotipo, DEN-3, completa o quarteto. Uma infecção por DEN-3 confere imunidade apenas contra esse sorotipo específico.
  • DEN-4: por fim, temos o DEN-4, o quarto sorotipo. Assim como os outros, a infecção por DEN-4 proporciona imunidade somente contra este sorotipo.

Síndrome do Túnel do Carpo: causas, sintomas e tratamentos

Quais são os sintomas da dengue?

É comum que algumas pessoas não apresentem sintomas, ou que eles sejam leves. No entanto, em casos graves, há o risco de hemorragia ou choque.  

Entre os principais sintomas da dengue estão:

1. Febre alta

Um dos primeiros sintomas da dengue é a febre súbita e intensa. Ela geralmente atinge temperaturas acima de 39°C, acompanhada por sensação de calor e mal-estar. 

Caso você apresente febre repentina, é importante procurar um profissional de saúde.

2. Dores musculares e articulares

As dores musculares e nas articulações são comuns nos sintomas da dengue e podem ser bastante intensas. 

Esses sintomas costumam afetar principalmente as costas, tornozelos e joelhos. O desconforto é acentuado, tornando a movimentação dolorosa.

3. Dor de cabeça intensa

A dor de cabeça na dengue é caracterizada por ser persistente e muitas vezes localizada na região frontal. Pode ser acompanhada por dor nos olhos e sensibilidade à luz. 

Esses sintomas da dengue, somados à febre, são indicativos importantes da doença.

4. Manchas na pele e coceira

Outro sintomas da dengue que pode surgir são as manchas na pele, geralmente avermelhadas. 

Além disso, a coceira intensa pode se manifestar. Essas erupções cutâneas são mais comuns após o terceiro dia de febre e podem ajudar no diagnóstico diferencial.

5. Sangramento gengival e nasal

Em casos mais graves de dengue, podem ocorrer sangramentos gengivais e nasais. 

Isso se deve à diminuição das plaquetas no sangue, o que afeta a capacidade de coagulação. Se você observar esses sinais, é urgente buscar assistência médica.

Cirurgia do nariz desvio de septo: um manual para você ficar tranquilo!

Como agir diante dos sintomas da dengue?

Nos primeiros sinais da doença, de acordo com o alerta da Secretaria Estadual da Saúde (SES), as pessoas devem procurar logo por atendimento médico, para o diagnóstico oportuno e a eliminação dos riscos de agravamento da doença, o que pode levar a óbito.

Mas, além disso, há outras atitudes que você pode tomar. Veja a seguir:

  • Hidratação adequada: mantenha-se hidratado, ingerindo água e sucos naturais. A hidratação é fundamental para amenizar os efeitos da doença.
  • Repouso: descanse e evite esforços físicos. O repouso auxilia na recuperação e minimiza o risco de complicações.
  • Uso de analgésicos e antitérmicos: medicamentos como paracetamol podem ser usados para aliviar a febre e as dores, mas evite o uso de anti-inflamatórios, pois podem aumentar o risco de sangramento.

Rinite e sinusite: saiba as principais diferenças!

Como prevenir os sintomas da dengue?

A prevenção dos sintomas da dengue é fundamental para evitar a infecção pelo vírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Aqui estão algumas medidas práticas que você pode adotar para reduzir o risco de contrair a dengue:

1. Elimine criadouros de mosquitos

Verifique e remova recipientes que possam acumular água parada, como vasos de plantas, pneus velhos, garrafas vazias, e outros objetos que possam se tornar criadouros do mosquito.

2. Use repelentes

Aplique repelentes regularmente na pele exposta, especialmente durante as horas do dia em que os mosquitos Aedes aegypti são mais ativos.

3. Vista roupas adequadas

Utilize roupas de manga longa, calças e sapatos fechados, principalmente em áreas onde a incidência de mosquitos é alta.

4. Instale telas mosquiteiras

Coloque telas em janelas e portas para evitar a entrada de mosquitos em sua casa.

5. Evite acúmulo de água

Evite o acúmulo de água em bandejas de ar-condicionado, calhas e outros locais propensos à formação de poças.

6. Tratamento de áreas com larvicidas

Em áreas propensas à dengue, o tratamento de águas paradas com larvicidas pode ser uma medida eficaz.

7. Promova a conscientização

Eduque a comunidade sobre práticas preventivas. Quanto mais pessoas estiverem cientes e adotarem medidas preventivas, menor será a propagação da dengue.

8. Atenção aos sintomas

Esteja atento aos sintomas da dengue. Se você apresentar febre alta, dores musculares e outros sintomas característicos, procure atendimento médico imediatamente.

9. Tratamento adequado de resíduos

Descarte adequadamente objetos que possam acumular água, como pneus velhos e recipientes descartáveis, para evitar a formação de criadouros.

10. Participação comunitária

Envolva-se em iniciativas comunitárias para o controle de mosquitos. Ações coordenadas podem ter um impacto significativo na prevenção.

Lembrando que a prevenção é uma responsabilidade compartilhada. 

A colaboração de indivíduos, comunidades e autoridades de saúde é crucial para reduzir a propagação da dengue. 

Ao adotar essas práticas preventivas, você contribui não apenas para a sua saúde, mas também para a saúde da comunidade em geral.

Fique informado, cuide de sua saúde e contribua para a erradicação da dengue em sua comunidade.