BLOG

MONTSEGURO

Acompanhe os melhores conteúdos sobre planos de saúde e qualidade de vida.

Como cuidar da sua saúde mental: 13 dicas eficazes

É importante você saber como cuidar da sua saúde mental. Principalmente, nos tempos incertos que vivemos hoje. 

Antigamente era um tabu falar sobre isso, mas felizmente várias barreiras foram quebradas e hoje todo mundo tem acesso a informações essenciais que podem ajudar a cuida da sua própria saúde mental

Pensando nisso, separei 13 dicas eficazes para você cuidar da sua saúde mental.

Mas antes…

Você sabe o que é saúde mental? 

A saúde mental refere-se ao bem-estar emocional, psicológico e social de um indivíduo. A Organização Mundial da Saúde define ainda como “um estado de bem-estar em que o indivíduo percebe suas próprias habilidades, pode lidar com as tensões normais da vida, pode trabalhar produtivamente e com frutos e é capaz de dar uma contribuição para a sua comunidade”. 

Quais são os problemas de saúde mental?

Quando falamos sobre saúde mental, estamos falando sobre fatores internos e externos que afetam um indivíduo e sua saúde emocional e bem-estar. 

Há uma série de problemas de saúde mental que podem nos afetar, e muitos deles são mais comuns do que você imagina.

A lista de problemas de saúde mental que podem afetar as pessoas é bastante longa e variada. Além do mais, esses diagnósticos só podem ser feitos por um médico ou profissional de saúde mental. No entanto, alguns exemplos comuns incluem: 

  • Depressão;
  • Transtorno bipolar;
  • Transtornos de ansiedade;
  • Transtornos de estresse pós-traumático;
  • Distúrbios alimentares;
  • Transtornos de personalidade;
  • Entre outros.

Dentro de cada uma dessas categorias, muitas vezes existem várias condições.

13 dicas eficazes sobre como cuidar da sua saúde mental

13 dicas eficazes sobre como cuidar da sua saúde mental

Agora sim! Veja as 13 dicas que separei e que podem te ajudar a cuidar da sua saúde mental.

1) Fale sobre seus sentimentos

Falar sobre seus sentimentos não é sinal de fraqueza. Na verdade, pode te ajudar a manter uma boa saúde mental e a lidar com os momentos em que se sentir perturbado.

Isso porque falar pode ser uma maneira de lidar com um problema que você carrega na cabeça há algum tempo. Apenas ser ouvido pode ajudá-lo a se sentir apoiado e menos sozinho

2) Dê a si mesmo permissão para tirar um dia de saúde mental quando precisar

Você sabe quando precisa tirar um dia para você, sabe que será mais produtivo (e geralmente mais fácil de conviver) se fizer isso. 

Então, porque todos nós nos sentimos tão egoístas quando fazemos isso? 

Tente pensar nisso como um medicamento preventivo. Ou seja, ao tirar um dia para relaxar e recarregar as energias agora, você está dando ao seu corpo (e ao sistema imunológico) algum tempo para recuperar o atraso, o que pode ajudar a prevenir um dia de doença real no futuro.

3) Tenha boas noites de sono

O sono é muito importante para nossa saúde física e mental. 

Afinal de contas, o sono ajuda a regular os produtos químicos em nosso cérebro que transmitem informações. Esses produtos químicos são importantes no gerenciamento de nosso humor e emoções. 

Ou seja, se não dormirmos o suficiente, podemos começar a nos sentir deprimidos ou ansiosos.

4) Cerque-se de boas pessoas

Pessoas com fortes conexões familiares ou sociais são geralmente mais saudáveis ​​do que aquelas que não têm uma rede de apoio. 

Por isso, faça planos com familiares e amigos que o apoiem, ou busque atividades onde você possa conhecer novas pessoas, como um clube, classe ou grupo de apoio.

5) Coma bem

Já ouviu dizer que a comida é o nosso combustível? Isso faz sentido porque, quanto melhor comemos, melhor trabalhamos. Além do nosso cérebro também funcionar melhor. 

Alimentos saudáveis ​​como frutas, vegetais e grãos inteiros nos fornecem os nutrientes para trabalharmos nosso melhor. Por isso:

  • Coma regularmente, para que seu corpo tenha combustível suficiente para funcionar bem o dia todo. Pular refeições pode fazer você se sentir cansado ou irritado.
  • Cuidado com o excesso de cafeína. Pois, ela pode aumentar a sensação de ansiedade e impedir que você durma bem.
  • Observe a quantidade de açúcar que você ingere. Comer açúcar fornece uma rápida explosão de energia. Mas quando essa energia acaba, você se sente mais cansado. Além disso, pode diminuir o seu humor e deixá-lo irritado.
  • Cuidado com o uso de álcool. O álcool apenas esconde os problemas por um curto período de tempo. Isso torna a tristeza, o estresse e outros sentimentos mais difíceis de lidar mais tarde.

6) Cuide da sua saúde física

Cuidar da saúde física ajuda a melhorar a saúde mental e o bem-estar. 

Por isso, pratique atividade física por pelo menos 30 minutos diários, seja correndo, caminhando, praticando ioga, dançando, andando de bicicleta ou mesmo fazendo jardinagem. 

7) Medite

A pesquisa mostra que a meditação não oferece apenas calma, mas também ajuda com ansiedade e depressão, câncer, dor crônica, asma, doenças cardíacas e hipertensão.

Para começar, você só precisa de alguns minutos por dia. Mais tarde, você pode querer trabalhar até 10, 20 ou 30 minutos. Você pode encontrar uma das muitas opções de meditação em um livro, online ou em uma aula. 

8) Faça algo em que você é bom

O que você ama fazer? Ou o que você amava fazer no passado?

Divertir-se ajuda a vencer o estresse. Por isso, fazer uma atividade que você gosta provavelmente significa que você é bom nisso e conseguir algo aumenta sua autoestima.

Sendo assim, concentrar-se em um hobby como jardinagem ou palavras-cruzadas pode ajudá-lo a esquecer suas preocupações por um tempo e mudar seu humor.

9) Se sua saúde mental está afetando seu trabalho, marque um horário para discutir isso com seu chefe ou com o departamento de RH

Nem sempre é necessário divulgar uma condição de saúde mental no trabalho, mas pode valer a pena se estiver afetando seu trabalho. 

Como, por exemplo, se você precisar almoçar mais um dia por semana para marcar uma consulta de terapia ou se precisar trabalhar em casa ocasionalmente enquanto você se acostuma com um novo medicamento. 

Apenas se certifique de ter uma meta em mente antes de falar com seu chefe e consulte o RH primeiro se não tiver certeza.

10) Receba bastante luz do sol

A luz solar é uma grande fonte de vitamina D, pois ajuda nosso cérebro a liberar substâncias químicas que melhoram nosso humor, como endorfinas e serotonina. 

Por isso, tente sair ao sol quando puder, mas certifique-se de manter a pele e os olhos protegidos. 30 minutos a duas horas por dia de sol é o ideal. 

11) Estabeleça metas realistas

Decida o que deseja alcançar academicamente, profissionalmente e pessoalmente e anote as etapas necessárias para atingir seus objetivos. 

Mire alto, mas seja realista e não ultrapasse o cronograma. Você terá uma enorme sensação de realização e autoestima à medida que progride em direção ao seu objetivo. 

12) Cuidado com as armadilhas do pensamento

A maneira como pensamos sobre algo tem um grande efeito em como nos sentimos. Se sentimos que podemos resolver um problema, geralmente nos sentimos bem. Se não pensamos que podemos resolver um problema, muitas vezes nos sentimos mal.

Às vezes, pensamos que algo está ruim, mesmo quando não é verdade. Esses pensamentos às vezes são chamados “armadilhas do pensamento”. 

Aqui estão algumas armadilhas de pensamento comuns:

  • Pensar que coisas ruins sempre acontecem com você;
  • Pensar que algo só pode ser totalmente bom ou totalmente mau;
  • Focar apenas na parte negativa de uma situação;
  • Tirar conclusões precipitadas antes de saber o que realmente aconteceu. 

Por isso, da próxima vez que você cair na armadilha do pensamento, faça a si mesmo perguntas para descobrir os fatos. Como, por exemplo:

  • Existe alguma prova para apoiar este pensamento?
  • Já pensei em todos os lados da situação? Há algo que eu perdi?
  • Já estive nesta posição antes? O que aconteceu então?
  • Se meu amigo estivesse na mesma situação, o que eu diria?

Após examinar os fatos, você pode substituir o pensamento da armadilha do pensamento por um pensamento mais equilibrado.

13) Rompa a monotonia

Embora nossas rotinas nos tornem mais eficientes e aumentem nossos sentimentos de segurança e proteção, uma pequena mudança de ritmo pode animar uma programação tediosa. 

Você pode, por exemplo, alterar sua rota de corrida, planejar uma viagem, dar um passeio em um parque diferente, pendurar algumas fotos novas ou experimentar um novo restaurante.

Quando procurar ajuda profissional?

Procure ajuda profissional se estiver apresentando sintomas graves ou angustiantes que duraram duas semanas ou mais, como:

  • Dificuldade em dormir;
  • Mudanças de apetite que resultam em mudanças de peso indesejadas;
  • Lutando para sair da cama de manhã por causa do humor;
  • Dificuldade de concentração;
  • Perda de interesse em coisas que você geralmente acha agradáveis;
  • Incapacidade de realizar funções e responsabilidades diárias usuais.

Não espere até que seus sintomas sejam insuportáveis. Se você não sabe por onde começar, entre em contato com o seu plano de saúde para te indicar os melhores profissionais da área. 

Se ainda não tem um plano de saúde, acesse o link e fale com um dos nossos especialistas.